Curiosiodades da luz

Quero compartilhar com vocês algumas experiências...

 

ENTREVISTA CONCEDIDA PELA  DRA. DEVRA DAVIS À JORNALISTA DÉBORA MISMETTI – EDITORA ASSISTENTE DE SAÚDE (FOLHA DE SÃO PAULO)

Qual a maior evidência disso?

 

A radiação enfraquece o esperma. Sabemos por pesquisas com humanos. As amostras de esperma foram dividas ao meio. Uma metade foi mantida sozinha, morrendo naturalmente. A outra foi exposta a radiação de celulares e morreu três vezes mais rápido. Homens que usam celulares por quatro horas ao dia têm a metade da contagem de esperma em relação aos demais.

 

Crianças correm mais perigo?

 

O crânio das crianças é mais fino, seus cérebros estão se desenvolvendo. A radiação do celular penetra duas vezes mais. E a medula óssea de uma criança absorve dez vezes mais radiação das micro-ondas do celular. É uma bomba-relógio. A França tornou ilegal vender celular voltado às crianças. Nos EUA, temos comerciais encorajando celular para crianças. É terrível.

 

Fico horrorizada com a tendência de as pessoas darem celulares para bebês e crianças brincarem. Sabemos que pode haver um vício no estímulo causado pela radiação de micro-ondas. Ela estimula receptores de opioides no cérebro. Jovens usam muitos gadgets que emitem radiação. Sim, e eles não estão a par dos alertas que vêm com esses aparelhos. Não é para manter um notebook ligado perto do corpo. As empresas colocam os avisos em letras miúdas para reduzir sua responsabilidade quando as pessoas ficarem doentes.

É possível comparar a radiação de celular à fumaça?

 

Sim. O tabaco é um risco maior. Mas nunca tivemos 100% da população fumando. Agora, temos 100% das pessoas usando celular. Então, ainda que o risco relativo não seja tão grande, o impacto pode ser devastador. Nos maços de cigarro, há aquelas fotos horríveis.

 Esse é o caminho para o celular? 

 

Isso é o que foi proposto no Estado do Maine (EUA). Está se formando um grande movimento para alertar as pessoas a respeito dos celulares. Isso é o que aconteceu com o fumo passivo. Vamos começar a ver limites para a maneira e os locais onde as pessoas usam celular. A maioria não sabe que, se você está tentado conversar num celular em um elevador, a radiação está rebatendo nas paredes e fica mais intensa em você e em quem estiver perto.

 

Além de usar fones, o que é possível fazer para prevenir?

 

Enviar mensagens de texto é mais seguro do que falar. Ficar com o celular nas mãos, longe do corpo, é bom, e mantê-lo desligado também. Mas celular é um vício! Sim. Temos que usá-lo de forma mais inteligente.

 

RAIO-X

FORMAÇÃO
Doutora em estudos científicos pela Universidade de Chicago e mestre em saúde pública pela Johns Hopkins

ATIVISMO
É fundadora da ONG Environmental Health Trust, que faz campanhas sobre riscos do tabaco, amianto e dos celulares para a saúde

LIVROS
“When Smoke Ran Like Water” (2002), sobre poluição, “The Secret History of the War on Cancer” (2007), sobre as causas ambientais do câncer, e “Disconnect” (2010)

 

Sempre alertei meus clientes e pacientes sobre os cuidados com o fechamento da tampa do vaso sanitário após seu uso. Inúmeras vezes esclareci que deixar a tampa do vaso aberta pode interferir energeticamente na saúde do ambiente. Interfere no sono, no humor e principalmente na disposição física, em muitas outras situações devido a exalação e contaminação energética de uma energia vinda do esgoto, atuando em todo ambiente.

Agora, reafirmando tudo que sempre preguei sobre este assunto repasso pra vocês esta matéria do Prof. Mark Wilcox -Medical Microbiology.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alerta para os pequenos pormenores que, só por si, podem não ser considerados graves. Porém, as pessoas que tem o seu sistema imunológico mais debilitado, podem sofrer com esta “gota d’agua” que faltava para o surgimento de algum tipo de doença, via proliferação de micro-organismos.

Certamente que as mulheres lutam diariamente para que a tampa do vaso sanitário esteja sempre fechado. No entanto, os homens insistem em deixá-lo levantado…
Pois o motivo está provado cientificamente. Por mais irrelevantes que possam parecer, as tampas dos vasos sanitários existem por um bom motivo!
Um estudo feito pelo Professor Mark Wilcox, diretor clínico de microbiologia, afirmou que dar descarga com a tampa do vaso sanitário levantado permite que uma nuvem de bactérias polua o ar do banheiro. aumentando o risco de contrair vírus.

 

O resultado de estudos (o Prof. Wilcox) prova que a descarga transporta as bactérias até 25 cm acima do assento do vaso sanitário e fica pelo ar do banheiro, por até 2 horas.

Ou seja: quando você dá descarga, com a tampa aberta, os coliformes fecais espalham-se e permanecem no ar por cerca de 2 horas, ficando depositados nos cabelos, roupas, na maçaneta da porta e em tudo que está ao redor. Razão por se encontrar coliformes em muitos alimentos que ingerimos?

Outra coisa: cuidado com a escova de dentes. Caso a deixe em cima da pia do banheiro, pode estar contaminada com todos esses germes e bactérias.

Quando a descarga é dada com a tampa fechada, as bactérias não são encontradas no ambiente. Permanecem na tampa que deverá, assim como o vaso, ser permanentemente lavada e desinfetada. Recomenda-se sempre dar a descarga com a tampa abaixada e depois lavar bem as mãos.
Manter a tampa do vaso sanitário fechada na hora da descarga é uma atitude simples, mas que previne muita dor de cabeça e doenças.

DEZ SINTOMAS

 

  • Fadiga crônica, problemas de saúde e falta de vigor físico, com intensa sensação de peso nas costas.

  • Perdas afetivas, mágoas, traumas e perdas materiais repentinas.

  • Alcoolismo, drogas.

  • Depressão, falta de motivação, tristeza, falta de apetite sexual, irritabilidade.

  • Criatividade e inteligência precárias

  • Desarmonia e discussões em equipes de trabalho, na família, nos grupos e relacionamentos.

  • Incapacidade de realização de metas e projetos.

  • Comprometimento do corpo físico , dificuldades em diagnósticos e dificuldade de recuperação energética e física.

  • Perturbações energéticas, pensamentos negativos, lixo e parasitas mentais imperceptíveis a nossa visão física.

  • Perdas e doenças com os animais de estimação.

No trabalho de Cura Ambiental é disparado um ciclo de restauração e limpeza visando o restabelecimento energético, material e físico, reestruturando a vida de muitas formas. Os resultados são imediatos e visíveis.